sexta-feira, 1 de abril de 2011

Modelos de véu

Muitas noivas tem comentado a dificuldade em escolher um véu que combine com o seu vestido, então aqui vão algumas dicas.

Lembrem-se que durante a cerimônia a noiva é vista por muito tempo de costas, então é importante pensar no aspecto que o véu causa em relação ao vestido, ao tamanho da igreja e a formalidade da cerimônia.

Traduzindo em miúdos: Nem pensem em usar um véu longo em um casamento a tarde num sítio, ele ficaria em frangalhos antes de você chegar ao altar !!! Também não é legal casar-se em um mosteiro  e usar um voilete, não combina em nada com o ambiente mais requintado.

Dessa forma, os longos são usados em igrejas maiores, com longos corredores que comportem o comprimento do véu sem que ele tenha que ficar durante a cerimônia arrastando perto dos bancos. A primeira fileira de bancos tem que ficar pelo menos meio metro depois do fim do comprimento do véu.


Os véus longos podem ter camadas, para dar mais volume, mas nesse caso não é legal aplicar rendas porque ficaria muito poluído. Menos é mais, fica mais fino um véu simples em camadas do que um muito rebuscado.




Os véus médios devem ficar na altura da cintura, nem longo nem curtinho. Em geral são mais cheios para que não fiquem muito murchinhos.



As mantilhas devem sempre acompanhar vestidos sem muitos detalhes, caso contrário seria um excesso de informação e se perderia toda a beleza de cada uma das peças.



E finalmente, o voilete, que é uma opção para os vestidos que tem muitos detalhes ou para aqueles em que os detalhes estão todos nas costas, de forma que o uso do véu atrapalharia e não mostraria o que a noiva deseja. Também pode ser usado quando a noiva opta por não usar o véu por questões de seu gosto. Ele dá um visual mais retrô e fica muito delicado também.




Até mais,

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário em nosso blog: