sexta-feira, 1 de abril de 2011

Possibilidades para prender a cauda do vestido

Quase todas as noivas desejam um vestido com cauda para a cerimônia porque fica elegante e charmoso durante a celebração.

Mas e durante a festa ?

Não há duvidas em relação às dificuldades que a cauda do vestido pode gerar durante a festa por conta das pessoas que circulam em torno da noiva e podem pisar na cauda, manchando e até causando acidentes.

Então aqui vão algumas possibilidades para prender a cauda após a cerimônia de forma charmosa e que vai incrementar ainda mais o vestido.

Presa por um ponto acima da cauda: É a maneira mais simples e barata de prender a cauda. Pode funcionar bem para vestidos de tecidos leves, mas para tecidos como o cetim e o tafetá não ficam bem porque costumam romper. Nesse modelo é feita uma casa de botão na altura em que será presa a cauda e é colocado um botão ou colchete na altura desejada. Quando encerra-se a cerimônia a cauda é presa por esse botão. Se o evento demora muito ou se o tecido é pesado demais, a casa pode romper-se ou o botão soltar-se, isso faz com que não seja mais possível prender novamente.



Presa por três pontos acima da cauda: Funciona com o mesmo sistema da primeira forma de prender, mas nesse caso coloca-se três casas e três colchetes ou botões. Isso faz com que fique mais seguro (reduz o risco de arrebentar em razão da divisão do peso) e também possibilita que se divida a cauda de modo que fique mais "aberta" quando presa, formando uma saia mais harmoniosa.




Cauda de Salão: É uma forma mais adequada às noivas que não gostam das formas mais tradicionais de prender a cauda. Quando são bem feitas fazem com que a saia adquira um visual bem diferente do original, dando um ar de novidade. Ela funciona com vários pontos para prender a saia por baixo do corpete, dando a aparência de uma saia normal. Não é legal para noivas que tenham o quadril grande.




Cauda presa por baixo da saia: Esse modo de prender é feito através de fitas que são escondidas pela saia por baixo, de forma que fiquem completamente escondidas. Geralmente é preciso que a saia do vestido tenha a cauda destacada, como um vestido de cetim com a cauda em renda. Assim é possível esconder as fitas nas divisões dos tecidos. A cauda é presa por essas fitas que não aparecem mas dão a impressão de que a cauda está presa por baixo da saia. É bastante segura e dificilmente arrebenta, ideal para noivas que querem curtir a festa sem se privar de nada.



Cauda Francesa: Usa o mesmo sistema da versão anterior, mas as fitas são em maior número e colocadas mais abaixo, de forma a criar um efeito mais elegante e requintado. São colocadas até 25 fitas escondidas que posteriormente prenderão a saia. É a forma mais indicada para vestidos pesados e com muito tecido na cauda por conta da segurança que oferece.



Cauda Francesa Dupla ou Tripla: O sistema é o mesmo acima, mas são feitas duas ou três camadas para prender a cauda. Indicada para vestidos com caudas muito longas.




Causa Austríaca: Está se tornando popular em algumas regiões: É inserida por dentro da saia uma fita que acompanha o comprimento da cauda até a altura que se pretende suspender depois. A fita fica esticada durante a festa, mas após ela é puxada e presa na altura da cintura, formando cachos da cauda com uma impressão de uma nova saia. Também não é aconselhavel para noivas com quadril largo.



Até mais,

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário em nosso blog: